Guarani  -  Compra:  1760  Venda: 1660  |  Dolar  -  Compra:  3,18  Venda: 3,35  |  Euro  -  Compra:  3,67  Venda: 3,95  |  Peso Argentino  -  Compra:  0,16  Venda: 0,19  | 
Atualizado em: 20/11/2017

Cataratas do Iguaçu


A palavra Iguaçu significa “água grande“, na etimologia tupi-guarani. As Cataratas são formadas pelas quedas do Rio Iguaçu. Dezoito quilômetros antes de juntar-se ao Rio Paraná, o Iguaçu vence um desnível do terreno e se precipita em quedas de até 80 metros de altura, alcançando uma largura de 2780 metros. Sua formação geológica data de aproximadamente 150 milhões de anos, porém a formação do acidente geográfico das cataratas se iniciou a aproximadamente 200 mil anos.
 

*LENDA DAS CATARATAS:
Existe uma lenda antiga, entre os índios Caigangues, que habitavam as margens do Rio Iguaçu. Esta história conta que os ídios da região acreditavam que o mundo era governado por um deus chamado M’Boy, que tinha a forma de uma serpente e era filho de Tupã. O cacique da tribo, Igobi, tinha uma bela filha chamada Naipi, que era destinada a M’boy. Esta bela índia, fazia com que as águas parassem quando parava para se olhar no reflexo dos rios. Ela e o jovem guerreiro Tarobá se apaixonaram e enquanto os outros índios bebiam caium (bebida feita de milho fermentado), dançavam e preparavam a consagração de Naipi, os dois índios apaixonados tentaram fugir pelas águas do rio. M’boy descobre e então furioso abre uma gigantesca fenda, onde então se formou a gigantesca Catarata. Os Naipi e Tarobá sumiram  entre as águas. Deste então dizem que Naipi se transformou em uma das rochas centrais das cataratas e Tarobá se transformou em uma palmeira que fica as margens de um abismo, inclinada sobre a garganta do Diabo. Há quem acredita que debaixo da palmeira acha-se a entrada de uma gruta sob a Garganta do Diabo, onde o monstro vingativo vigia eternamente suas duas vítimas.

*PATRIMÔNIO NATURAL DA HUMANIDADE

A criação do Parque Nacional do Iguaçu foi em 1939, através do Decrerto N°1.035, é neste espaço onde encontramos o maior remanescente de floresta Atlântica (estacional semidecídua) na região sul do Brasil. Dentro do parque existe a proteção a uma riquíssima biodiversidade, formada por diferentes espécies da fauna e flora brasileiras, algumas ameaçadas de extinção, como a onça-pintada, papagaio de peito-roxo, jacaré-de-papo-amarelo, entre outros.
Foi a preocupação com essa variabilidade biológica em conjunto com a ímpar beleza cênica das Cataratas do Iguaçu que fizeram o Parque Nacional do Iguaçu a primeira Unidade de Conservação do Brasil a ser instituída como Sítio do Patrimônio Natural, em 1986 pela UNESCO.
Este patrimônio mundial é compartilhado com os hermanos agertinos, já que é o Rio Iguaçu que une o Parque Nacional com o Parque Nacional Iguazú, na Aregntina. Esta união representa um importante contínuo biológico do Centro-Sul da América do Sul, com cerca de 600 mil hectares de áreas protegidas e mais 400 mil, em florestas primitivas, ainda inexplorada.

* UMA DAS 7 MARAVILHAS DA NATUREZA

Atualmente, além de ser Patrimônio Natural da Humanidade, as Cataratas do Iguaçu também é uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza. Isto graças a uma eleição que teve início em 2007, com a participação de 400 atrações de 200 países e territórios. Foram duas etapas de voto popular até que as Cataratas do Iguaçu (Brasil e Argentina) conquistassem uma das sete posições entre as 28 finalistas do mundo.
No dia 11 de novembro de 2011, foi então divulgado o resultado, entre as 7 maravilhas, juntamente com as Cataratas estão a Floresta Amazônia, Baía de Ha Long (Vietnã), Ilha Jeju (Coreia do Sul), Komodo (Indonésia), Rio Subterrâneo Puerto Princesa (Filipinas) e Montanha da Mesa (África do Sul).